Contenido principal del artículo

Isabel Oliveira
Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Lamego
Portugal
Paula Santos
Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Lamego
Portugal
Anabela Guedes
Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Lamego
Portugal
Sandra Antunes
Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Lamego
Portugal
Vol. 5 Núm. 1 (2020), Experiencias, Páginas 121-139
DOI: https://doi.org/10.24310/RevPracticumrep.v5i1.9834
Derechos de autor Cómo citar

Resumen

As exigências do mundo do trabalho e a uniformização a que assistimos no espaço comunitário europeu, ao nível do Ensino superior, têm exigido que os curricula sejam desenhados e pensados de acordo com as competências que os alunos têm de alcançar. O presente trabalho procura analisar a forma como as competências e objetivos são consolidados durante o estágio realizado no sexto semestre da licenciatura de Secretariado de Administração. Além da pesquisa exploratória e bibliográfica, foi utilizado o método de estudo de caso, com base em todos os relatórios de estágio realizados e apresentados pelos alunos (estudo de multicasos), entre 2012 e 2018, com o objetivo de identificar quais as competências mais solicitadas pelas entidades de acolhimento e aquelas que têm sido mais trabalhadas pelos alunos.

Citado por

Detalles del artículo

Referencias

Bardin, L. (2011). Análise de conteúdo (5a ed.). Lisboa: Edições 70.
Cabrera-Jimenez, M. (2020). Relevancia de las competencias ciudadanas en construcción de civilidad en educación superior. Educación y Humanismo, 22(38), 1–24. https://doi.org/10.17081/eduhum.22.38.3555
Camara, P. B. da. (2017). Dicionário de competências. Lisboa: RH Editora.
Comissão Europeia. (2009). Quadro Europeu de Qualificações para a aprendizagem ao longo da vida (QEQ). Luxemburgo. https://doi.org/10.2766/26704
Despacho (extrato) n.o 4684/2016, Pub. L. No. Diário da República n.o 66/2016, Série II de 2016-04-05 (2016). Disponível em https://dre.pt/web/guest/home/-/dre/74047034/details/2/maximized?serie=II&parte_filter=33&day=2016-04-05&date=2016-04-01%2Fen&dreId=74042329
ESTGL. (2018). Modelo geral de protocolo para projetos em contexto organizacional. Lamego.
ESTGL. (2019). Processo PERA - Pedido Especial de Renovação de Acreditação da licenciatura de Secretariado de Administração. Lamego. Disponível em http://www.estgl.ipv.pt/avaliacao_qualidade/PERA_1718_0027876_SA.pdf%0A
European Ministers in charge of Higher Education. (1999). The Bologna Declaration of 19 June 1999: Joint declaration of the European Ministers of Education | EURASHE. Bologna. Disponível em https://www.eurashe.eu/library/bologna_1999_bologna-declaration-pdf/
Fleury, M. T. L., & Fleury, A. (2001). Construindo o conceito de competência. Revista de Administração Contemporânea, 5(spe), 183–196. https://doi.org/10.1590/s1415-65552001000500010
Fortin, M.-F. (2000). O Processo de Investigação. Loures: Lusociência - Edições Técnicas e Científicas, Lda. Disponível em https://www.fnac.pt/O-Processo-de-Investigacao-Marie-Fabienne-Fortin/a176574
Le Boterf, G. (2001). Ingeniería de las competencias. Spain: Gestión 2000.
Lei n.o 49/2005 de 30 de Agosto da Assembleia da República, Pub. L. No. Diário da República n.o 166/2005, Série I-A de 2005-08-30 (2005). Lisboa. Disponível em https://dre.pt/pesquisa/-/search/245336/details/maximized
Martínez, M. F. C., Mendoza Velazco, D. J., Cejas, M. N., Villacis, J. L. R., & Freire, Y. M. O. (2019). A Performance-Centred Competency-Based Approach to Quality University Teaching. Integration of Education, 23(3), 350–365. https://doi.org/10.15507/1991-9468.096.023.201903.350-365
Perrenoud, P. (1999). Construir as competências desde a escola. Porto Alegre: ARTMED.
Ramos, E., & Bento, S. (2006). As competências: quando e como surgiram. In Gestão e Desenvolvimento de Competências. Lisboa: Sílabo.
Santos, P. M. (2019). Secretariado e Estratégia Organizacional: Assessoria, Gestão de Eventos e Planeamento Estratégico. Viseu: Edições Esgotadas. Disponível em https://www.edicoesesgotadas.com/catalogo/secretariado-e-estrategia-organizacional/
Santos, P. M., & Bonito, Á. (2010). Interagir com o mundo do trabalho - o ensino colaborativo e o voluntariado. In Actas do Congresso Ibérico Ensino Superior em Mudança: Tensões e Possibilidades. Braga: Universidade do Minho.
Spencer, L., Mcclelland, D. C., & Spencer, L. (1990). Competency assessment methods: history and state of the art. London: Hay McBer Research Press. Disponível em https://www.amazon.com/Competency-assessment-methods-History-state/dp/B0006RCBCC
Vandeweerd, J.-M., Cambier, C., Romainville, M., Perrenoud, P., Desbrosse, F., Dugdale, A., & Gustin, P. (2014). Competency Frameworks: Which Format for Which Target? Journal of Veterinary Medical Education, 41(1), 27–36. https://doi.org/10.3138/jvme.0413-062R1

Artículos más leídos del mismo autor/a